Reflexão


Esta é uma história sobre um soldado que estava finalmente voltando para casa, depois de ter lutado no Vietnã.
Ele ligou para seus pais em São Francisco:
-Mãe, pai estou voltando para casa, mas antes quero pedir um favor á vocês. Tenho um amigo que eu gostaria de trazer junto comigo.
-Claro, eles responderam, nós adoraríamos conhecê-lo.
-Há algo que vocês precisam saber antes, continuou o filho. Ele foi terrivelmente ferido em uma luta. Ele pisou em uma mina e perdeu um braço e uma perna. O pior é que ele não tem nenhum lugar para morar.
-Nossa!!! Sinto muito ouvir isso filho, talvez possamos ajudá-lo a encontrar algum lugar para morar.
-Não mãe, eu quero que ele venha morar conosco.
-Filho, disse o pai, você sabe o que está pedindo? Você tem noção da gravidade do problema?
A Mãe concordando com o marido reforçou:
-Alguém com tanta dificuldade seria um fardo para a gente, nós temos nossas próprias vidas e não queremos uma coisa como essa interferindo em nossa modo de viver, acho que você poderia voltar para casa e esquecer esse rapaz, ele encontrará uma maneira de viver por si mesmo.
Nesse momento o filho ficou em silêncio, os pais não ouviram mais uma palavra dele.
Alguns dias depois, os pais receberam um telefonema da polícia de São Francisco, informando que o filho deles havia  morrido depois de ter caído de um prédio, a polícia acreditava em suicídio.
Os pais angustiados voaram para a cidade que o filho estava e foram levados para identificar o corpo.
Eles o reconheceram, e para o seu terror, descobriram algo que desconheciam.
"O filho deles tinha apenas um braço e uma perna".
Os pais nessa história são como nós, achamos fácil amar aqueles que são perfeitos fisicamente, bonitos e divertidos, mas não aceitamos as pessoas que nos incomodam ou nos fazem sentir desconfortáveis.
Esta noite, antes de dormir, façamos uma prece a Deus para que nos de forças que precisamos para aceitar as pessoas como elas são, e ajudar a compreender aqueles que são diferentes de nós.
Há um milagre chamado "AMIZADE", que mora em nossos corações, mas que você não sabe como acontece ou surge.
Amizade é um sentimento que aflora e você percebe que é o presente mais precioso que existe.
Hoje ao seu lado pode ter alguém que você apenas cumprimenta e essa pessoa pode estar querendo lhe contar sua vida, seus sonhos, seus deslizes ou simplesmente suas qualidades e defeitos.

Vá até essa pessoa e bata um papo com ela, talvez nessa conversa você ganhe um novo amigo(a).


8 comentários:

  1. já conhecia uma historia parecida...mas não deixa de ser comovente...e acima de tudo ... muito real... adorei...
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Nossa, é de arrepiar,,,emocionante,,,realmente temos que ser mais humanos, amar mais ao nosso proximo,,,um dia poderemos precisar...beijos querida, obrigaod pelo carinho, uma linda noite pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Já conhecia esta reflexão e acho que ela peca em um pequeno detalhe.

    Não se trata de ser deficiente físico, fardo, ou qualquer outra denominação que o texto traga, mas sim de FILHO. Pois o filho sempre é aceito de volta, independente do que lhe aconteceu ou fez. Já aceitar um estranho nas mesmas condições torna-se mais complicado e não duvido que muitas famílias teriam a mesma reação, sendo que outras se abririam para ajudar o necessitado de alguma outra forma, que seria a atitude correta dentro dos valores sociais e religiosos - "ajudar o próximo".

    Se o rapaz tivesse dito que era ele quem estava nessa situação, ou mesmo nada tivesse dito, ele com certeza teria sido aceito de volta justamente por ser filho, por ter um laço com as pessoas de sua família.

    ResponderExcluir
  4. Um beijo pra desejar um belo final de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Lady, gostaria de agradecer-lhe por você ter se incorporado aos meus queridos amigos e generosos seguidores e dizer-lhe que também serei seu seguidor.

    E por quê: Porque são blogs assim, Lady que constroem uma superestrutura de valores benéficos ao nosso convívio e melhoram , estimulam , motivam nossas análises sobre o que diariamente, fazemos, e podem nos ajudar a percebermos e nos dar conta dos nossos erros e acertos, quantas vezes comeidos por falta de exame mais apurado das consequências apressadas das nosssas decisões.

    E muito mais ,em geral, estamos com nossas atitudes egoistas dando um tiro, no nosso próprio pé.

    Este conto aponta para isto.

    Voltarei para ler seu blog todo e atentamente.

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  6. Parabén pelo blog charmoso. E obrigado pela visita ao É Triste Viver de Humor.

    Como vc colocou a nuvem de tags?

    Marcelo

    ResponderExcluir
  7. Um beijo no coração de todos com muito carinho e um ótimo final de semana.
    Obrigada pelas visitas aqui no meu cantinho.

    Marcelo, sobre a nuvem de tag eu encontrei as explicações no site www.dicasparablogs.com.br(Colocar uma nuvem de tags no blog).
    Tem que acrescentar um código no blog.
    Qualquer coisa pode perguntar.
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Um belo sabado pra ti querida...beijos

    ResponderExcluir

Que bom que você veio, fique à vontade!
Seu comentário é muito importante para mim!
Deixe seu link para que eu possa retribuir sua visita.
Se me seguir ou linkar, me avise! Gentileza gera gentileza.
Beijo carinhoso.



.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Femme Digital - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Regiane Leite - Programação - Emporium Digital-.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo